Novidades RSS

container, DevOps, Docker -

Agora eu quero criar minha imagem, posso? Claro que pode! E mais, vamos aprender de duas formas simples e intuitivas. Uma das coisas mais interessantes do Docker é a possibilidade de usar imagens criadas por outras pessoas ao redor do mundo através de algum registry como o Docker Hub. Isso agiliza muito a sua vida, ainda mais quando você precisa apenas testar uma determinada tecnologia. O POC (Proof of Concept -- em português, prova de conceito) se torna muito mais ágil, fazendo com que você consiga testar diversas ferramentas no mesmo tempo em que levaria para testar somente uma sem o Docker. Entretanto,...

Saiba mais

Agora vamos criar os volumes da maneira mais elegante e atual. Hoje temos a possibilidade de realizar o gerenciamento de volumes de maneira muito simples e inteligente. Sempre que criamos um volume, ele cria um diretório com o mesmo nome dentro de "/var/lib/docker/volumes/". No exemplo a seguir, o volume "giropops" seria então criado em "/var/lib/docker/volumes/giropops"; com isso, todos os arquivos disponíveis nesse diretório também estariam disponíveis no local indicado no container. Vamos aos exemplos! :D É possível fazer a criação de volumes e toda a sua administração através do comando: # docker volume create giropops É possível removê-lo através do comando:...

Saiba mais

container, DevOps, Docker -

Introdução a volumes no Docker Bom, volumes nada mais são que diretórios externos ao container, que são montados diretamente nele, e dessa forma bypassam seu filesystem, ou seja, não seguem aquele padrão de camadas que falamos. Decepcionei você? Que bom, sinal de que é bem simples e você não vai ter problemas para entender. :) A principal função do volume é persistir os dados. Diferentemente do filesystem do container, que é volátil e toda informação escrita nele é perdida quando o container morre, quando você escreve em um volume aquele dado continua lá, independentemente do estado do container. Existem algumas particularidades entre os volumes e containers que valem a pena ser mencionadas: O...

Saiba mais

container, Docker -

Tudo que nós fizemos até agora foi escrever na linha de comando, o que é OK para aprender. Porém, principalmente nos dias de hoje, não dá para viver mais sem automatizar as coisas -- se você, assim como nós, adora automatizar tudo que for possível, vai gostar bastante desse assunto. O dockerfile nada mais é do que um arquivo onde você determina todos os detalhes do seu container, como, por exemplo, a imagem que você vai utilizar, aplicativos que necessitam ser instalados, comandos a serem executados, os volumes que serão montados, etc., etc., etc.! É um makefile para criação de containers, e nele você passa todas...

Saiba mais

Vamos imaginar que você precise subir quatro containers para um projeto novo. Esses containers possuem as seguintes características: Dois web servers. Dois DB MySQL. Evidentemente, por se tratar de serviços diferentes, na maioria dos casos possuem características de consumo de recursos, como CPU e memória, diferentes um do outro. Web server -- 0,5 CPU | 128 MB de memória DB MySQL -- 1 CPU | 256 MB de memória E agora, como fazemos? :( Por padrão, quando você executa um container sem especificar a quantidade de recursos que ele irá utilizar, ele sobe sem um controle, podendo inclusive impactar o host onde está sendo executado. Portanto, é muito importante limitar a...

Saiba mais