Aprenda a instalar o Docker passo a passo

Aprenda a instalar o Docker passo a passo

Quero instalar, vamos lá?

Bom, dado que você já sabe o que é um container e o que é o tal do Docker, chegou a hora de pôr a mão na massa. Vamos instalar o Docker pela primeira vez!

daemon do Docker roda nativo em distribuições Linux, e por isso a instalação em sistemas operacionais que não sejam Linux consiste basicamente em subir uma VM e rodar o daemon de lá. O cliente, no entanto, pode ser instalado nos principais sistemas operacionais disponíveis atualmente.

Para realizar a instalação do Docker em máquinas Linux é bastante simples. Precisamos somente observar alguns pontos:

  • O Docker não suporta processadores 32 bits.
  • O Docker é suportado (stable) somente na versão do kernel 3.8 ou superior.
  • kernel deve ter suporte aos sistemas de arquivos utilizados pelo Docker, como o AUFS, Device Mapper, OverlayFS, etc.
  • kernel deverá ter suporte a cgroups e namespaces, o que normalmente já vem por default habilitado na maioria das distros.

Você também pode acessar a URL: https://docs.docker.com/install/. Lá é possível aprender a instalar o Docker em diversas distribuições Linux, nos principais clouds e também no MacOS e no Windows.

Neste livro vamos utilizar a distribuição Ubuntu Linux, porém não muda nada para outras distribuições. Chega de conversa, vamos lá!

Primeiro, vamos verificar a versão do kernel para saber se ele é compatível com o Docker:

# uname -r

Instalando no Debian/Centos/Ubuntu/Suse/Fedora

A instalação do Docker é bastante simples. Você pode optar por instalá-lo utilizando os pacotes disponíveis para sua distro -- por exemplo, o apt-get ou yum.

Nós preferimos fazer a instalação através da execução do curl a seguir, que irá executar um script e detectará qual a distribuição que estamos utilizando, para então adicionar o repositório oficial do Docker em nosso gerenciador de pacotes, o rpm ou apt, por exemplo.

# curl -fsSL <https://get.docker.com/> | sh

Assim ele sempre buscará a versão mais recente do Docker. :)

Instalando 'manualmente' no Debian

Caso você esteja utilizando o Debian e queira realizar a instalação através dos pacotes disponíveis no repositório, faça:

# apt-key adv --keyserver \\
  hkp://pgp.mit.edu:80 --recv-keys 58118E89F3A912897C070ADBF76221572C52609D

Agora vamos criar/editar o arquivo "/etc/apt/sources.list.d/docker.list" e adicionar o endereço do repositório correspondente à versão do seu Debian. No nosso caso estamos utilizando a versão Debian 8, também conhecida como Jessie.

# vim /etc/apt/sources.list.d/docker.list # Debian Jessie

deb <https://apt.dockerproject.org/repo> debian-jessie main

Após adicionar a linha anterior, é necessário atualizar a lista de repositórios executando:

# apt-get update

Após finalizar a atualização da lista de repositórios disponíveis, já podemos fazer a instalação do Docker. O nome do pacote é "docker-ce". :)

# apt-get install docker-ce

Vamos verificar se o Docker está em execução. Digite na linha de comando o seguinte:

# /etc/init.d/docker status

Ou:

# service docker status

docker container stop/waiting

Com isso, podemos verificar se o processo está em execução. Como podemos notar, o daemon do Docker não está em execução, portanto vamos iniciá-lo.

# service docker start
docker container start/running, process 4303

# service docker status
docker container start/running, process 4303

Perfeito! Agora já temos o Docker instalado e pronto para começar a brincar com os containers. \o/

Dica importante

Por padrão, o daemon do Docker faz bind em um socket Unix, e não em uma porta TCP. Sockets Unix, por sua vez, são de propriedade e de uso exclusivo do usuário root (por isso o Docker sempre é iniciado como root), mas também podem ser acessados através do sudo por outros usuários.

Para evitar que você tenha que ficar usando sudo ao rodar comandos do Docker, crie um grupo chamado docker e adicione o seu usuário a ele. Pare o serviço e inicie-o novamente.

Infelizmente, nem tudo são flores. Esse procedimento faz com que o usuário tenha os mesmos privilégios do usuário root em operações relacionadas ao Docker. Mais informações no link: https://docs.docker.com/engine/security/.

Para criar um grupo no Linux e adicionar um usuário não tem segredo, basta rodar:

$ sudo usermod -aG docker user

Dica de um milhão de dólares: user = seu usuário. :D

 

Sobre o autor:

Olá, eu sou o Jeferson :)
Sou engenheiro de produção com mais de 15 anos de experiência profissional em ambientes de grande escala e de ambientes críticos usando Linux e Unix, incluindo design e instalação de sistemas e serviços, configuração, dimensionamento, automação, planejamento de capacidade, containers, docker, kubernetes, networking, segurança e integração em ambientes corporativos heterogêneos.


Deixe um comentário